NOS CINEMAS

Homem-Aranha: De Volta ao Lar

EM EXIBIÇÃO NOS CINEMAS
NOS CINEMAS

Homem-Aranha: De Volta ao Lar

EM EXIBIÇÃO NOS CINEMAS

Nerdist Podcast #884: Tom Holland

Enquanto estava em Los Angeles, em maio, Tom Holland gravou uma participação para o podcast do Nerdist. O episódio de número 884, divulgado em julho, foi inteiramente dedicado ao Tom, e claro, sobre sua versão do Homem-Aranha.

  • Tom começou falando sobre Tessa: que de início ela era apenas sua; que ele a treinou e ensinou a fazer coisas como dar a patinha ou dormir em sua cama.
  • Em seguida, conversaram sobre o Homem-Aranha dos anos 70 e sobre uma das primeiras cenas que o Tom viu quando começou a filmar: uma luta entre dois dublês.
  • “Quanto fisicamente você está no filme e quanto é CG?”
    Sabe, o que realmente é legal é que com a tecnologia que temos hoje, tudo que você no traje do Homem-Aranha você vê em mim, mas talvez por tudo ter sido filmado em um estúdio mocap, você sabe, tudo foi conduzido a partir dos meus movimentos e meu corpo, por isso é legal ver essa coisas, eu posso dizer algo que é certo: eu sei que é o meu corpo [no CG do Homem-Aranha] e que eu fiz eles, quero dizer, eles te fazem fazer mil tipos de movimentos diferentes para terem como referência e, em seguida, eles ‘jogam’ para onde você tem que ir, entende?
  • Ao ser lembrado do primeiro teaser do filme exibido na San Diego Comic-Con de 2016, Tom falou sobre o Universo Cinematográfico da Marvel já ter mostrado personagens bilionários, deuses e ciêntistas e que agora era a hora de verem um pouco do garoto e como é incrível para uma criança de 15 anos ganhar poderes e se tornar um super-herói, pois isso é incrível e o sonho de toda criança.
  • Ao ser questionado sobre o que ele faria se fosse um idiota de 15 anos com poderes: “eu definitivamente iria roubar um banco e iria direto para o universo do mangá do Robin Hood
  • Um dos momentos mais estressantes de sua vida foi durante o Billy Elliot; durante as gravações do Lip Sync Battle, e todos os ensaios para suas apresentações o fez lembrar dessa época, pois teve apenas 3 ensaios antes de colocar uma roupa colada e ser a Rihanna.
  • “Todo mundo que estava no programa era fã da Zendaya, no momento em que ela foi ao palco a plateia foi a loucura, já quando eu fui , eles ficaram como, ‘eu não o que aquele garoto faz, mas espero que esteja gostando dessa noite”

  • Denny [o apresentador do podcast] perguntou como tem sido a vida do Tom após ter se tornando o Homem-Aranha: “ainda tem sido muito louco. Estou focado no trabalho e em promover o filme que não tive muito tempo para olhar para a minha vida do mesmo ponto de vista que você que está do outro lado tem. Eu realmente me divirto muito e é louco eu estar sendo o Homem-Aranha, sabe, louco pois eu estive em ‘Guerra Civil’ e foi um processo tão rápido que às vezes me sinto como se eu tivesse feito apenas uma cena para o filme. Eu realmente só usava o traje do Homem-Aranha, uma ou duas vezes eu estava sem ele e o momento em que o filme saiu, foi o primeiro indicador que me dizia onde eu realmente estava, de que tudo isso era real e com as gravações [Homem-Aranha: De volta ao Lar] fiquei muito próximo de todos os atores, dublês, escritores… eu me senti como se eu tivesse feito esse filme em cada aspecto dele, obviamente foi feito com nossa equipe, e o fato dele estar sendo lançado é simplesmente insano para mim“.
  • Danny falou sobre trabalhar dentro de uma bolha: “trabalhamos dentro de uma bolha porque era um filme do Homem-Aranha, agora tenho a sorte de dar um passo para trás, para fora da bolha, e eu meio que disse: caralho“.
  • “Uma das grandes coisas do filme é que se você tirar o Homem-Aranha ele ainda seria um filme incrível. Há cenas suficiente na escola que daria um escolar estilo ‘O Clube dos 5’.
  • “Você gosta de assistir aos seus filmes depois que eles são lançados e analisar de maneira meio super crítica?”
    Assistir o meu próprio material eu me sinto como se fosse a crítica mais dura que posso receber de aprendizado sobre mim mesmo, nesse sentido, eu sei sobre as coisas que gosto ou não de fazer, tipo olhar sempre para cima, mas os atores que eu gosto de me inspirar e também para baixo, naqueles que eu não gostaria e me assistindo eu posso ver e tentar fazer algo semelhante, então sim, eu posso me assistir, mas às vezes acho que é um pouco complicado. Há uma cena no filme do Homem-Aranha onde eu esqueci de fazer o sotaque americano e depois me toquei que eu apenas estava cansado naquele dia ou algo assim”.
  • Você sabe que tem uma tendência dos britânicos estar assumindo o papel de vários super-heróis, afastando os americanos desse trabalho.

    Eu acho que é porque.. você deve achar que é porque estávamos treinados… eu acho que é porque, mas eu não estou tão treinado assim, porque eu ia para a escola de teatro e minha porcentagem de presença era uns 2%, então se você acha isso, eu estou te enganando. Eu acho que para nós [britânicos] é mais fácil fazer o sotaque americano porque temos música americana em todos os lugares, filmes e programas de TV, enquanto que você não tem tanto assim no Inglês britânicos, então é o tipo de coisa que todos na Inglaterra pode fazer: um sotaque americano.

  • A participação do Tom no Nerdist foi gravada em maio, próximo de seu aniversário e ao ser questionado sobre isso e sobre o que ele faria na data, Tom disse: “eu vou tomar uma cerveja e ir para cama”.
  • Tom falou sobre o início da turnê de divulgação de Homem-Aranha. Que começou no Brasil e México e que agora iriam para outros países. “É um filme no qual estou realmente muito orgulhoso”.
  • Danny e Tom falaram sobre o filme e o apoio que ele vem recebendo dos fãs, mas que teria que parar por ali, porque quando ele começa a falar acaba revelando os segredos do filme: spoilers. 
  • “Seu pai é um comendiante de stand-up e por isso você cresceu em clubes de comédia ou ele te mateve longe disso?”
    Eu só vi meu pai performar uma vez, e foi antes de eu vim para os Estados Unidos, ele me levou para assistir um show e eu adorei, mas havia muitos piadas sobre mim, quando criança, mas ele é hilário e a melhor coisa que meu pai está trazendo é que ele está levando amigos para casa, pela primeira vez, principalmente as pessoas que não sabem que ele é comediante, que ele possa ligar e desligar e ver as pessoas tentarem descobrir que ele é um comediante.

  • Tom falou sobre sua relação com histórias em quadrinhos e disse que foi algo natural, como olhar para uma criança e saber que ela é filha do Brad Pitt.
  • Tom lembrou do fan-event promovido pela Sony Pictures e o Omelete no Brasil e o evento do México onde deveria ter milhares de fãs e como era estar no palco e ver uma platéia enorme, e tudo que ele falava, faziam as pessoas rirem e isso fazia ele se sentir “fodamente hilariante“.
  • Durante o colegial, Tom interpretou um personagem chamado de Sebastian, em uma peça de teatro do Shakespeare e contou que devido ao trabalho ele não tinha tempo para treinar e que no dia da apresentação sua mãe estava rindo muito pois ele estava improvisando demais. “Eu nunca digo as falas como estão escritas no script, eu sempre altero um pouco ou tento fazê-los da minha própria maneira. 
  • Tom disse que gosta de filmes de comédias e que arriscaria fazer algum. “É um tipo muito subestimado, sabe, como filmes de terror. Eu amo, dramas, amo fazer dramas, mergulhar de amor em um personagem e o trabalho, mas para mim não é só isso, não que eu tenha feito só dramas, eu acho o Homem-Aranha uma comédia [falando sobre o personagem] e sim, é um filme engraçado, mas eu adoraria fazer comédia como meu primo Vinnie e eu acho ‘Tropic Thunder’ hilário. Houve uma cena em que estava eu e Robert e o Jon veio nos dar uma nota e por trabalhar ao lado do direto você começa a prever algumas dessas notas e o que ele vai dizer para fazer depois de uma cena.
  • Tom disse qua adora o filme Deadpool e que gostaria de fazer um filme que mesclasse comédia e drama.
  • “Eu me amo” – Tom Holland
  • Falando sobre sua vida, Tom disse como é fácil ser uma versão falsa de si mesmo em redes sociais como Instagram e que tenta não passar essa imagem, por isso sempre tenta postar coisas animadas em seu Instagram e não só fotos profissionais. “Quero que as pessoas saibam que eu sou um pouco idiota e jogador de golf“.
  • Tom disse que tem um Snapchat, mas não gosta muito, pois quando ele está comendo um ceral acaba sentindo uma “pressão” de ter que mostrar isso, pois é isso que as pessoas fazem por lá. “Eu não gosto miuito das pessoas sabendo de tudo que estou vendo ou fazendo. Atualmente eu uso o Instagram e Snapchat, mas ele é privado e eu não passo para qualquer pessoa. Também tenho o Twitter, no qual já estou mais acostumado, mas o Instagram é o que realmente me interessa”.
  • Quando criança meus pais me forçavam a falar como um adulto e lembro como eu odiava isso. Ter que apertar a mão de todas as pessoas e olhar para seus olhos enquanto conversamos, como se essa fosse a única maneira de nos conectarmos. Por isso às vezes sou bem distante de meu celular, claro que isso seria totalmente impossível, mas acho que meus pais fizeram um grande trabalho nisso, me ajudando a se concetar com as pessoas, especialmente os mais velhos, no qual passei boa parte da minha carreira trabalhando, tipo em Billy Elliot, a maioria de meus amigos tinham tipo, uns 30 anos de idade e eu tinha 12“.

  • Tom disse que uma das coisas favoritas do Tom em Londres é ir ao pub com seu pai. Ele também disse que os bares e pubs antigos são os melhores que existem.
  • Se um dia morar nos Estados Unidos, Tom falou que provavelmente será em Nova York, pela cidade incrível, ou Los Angeles pelo sol e por amar dirigir na cidade.
  • Tom comentou que uma vez em Londres, quando ele não tinha passado no teste de direção ainda, exatamente em abril, estava indo para o evento Daisy Ball, um evento de caridade para a instituição chamada Anthony Nolan e que ele estava indo para o evento sem carteira, e para poder dirigir então, um adulto com carteira tinha que estar presente no carro, e que a viagem demorou 5 horas. Após sair do carro, a sensação foi de que ele havia feito a coisa mais terrível de sua vida, mas que foi bom pois fez com que todos chegassem à salvos no evento.
  • Tom disse que a diferença de ‘Guerra Civil’ para ‘De Volta ao Lar’ foi que no filme solo ele teve 90 dias para intepretar o personagem, contra 5 dias em ‘Capitão América: Guerra Civil’.
  • “Eu sempre fui fã das histórias em quadrinhos, eu amava todos esses super-heróis antes de me tornar um, e assistia eles na Televisão, filmes… eu assisti os filmes da Marvel inúmeras vezes, até que um dia, loucura, eu estava do outro lado”.
  • Ao ser questionado sobre seus trabalhos: “deixa eu ver como irei falar isso.. eu tenho que voltar para os Vingadores, fazer coletiva de imprensa do Homem-Aranha, não, primeiro a coletiva e depois Vingadores e promover Homem-Aranha em Tóquio e depois vamos para Montreal pré-produção e início das filmagens ‘Chaos Walking’ e depois, deixa eu ver para onde vamos… para algum lugar divulgar Homem-Aranha [O lugar foi a China] e depois vamos voltar para terminar ‘Chaos Walking’ e depois vou voltar para Atlanta para terminar de gravar Vingadores, e em seguida, no ano que vem, irei gravar Homem-Aranha 2 que acho que deve começar lá por junho ou perto disso, e à Sony também resolveu anunciar que irei fazer ‘Uncharted’, que é o melhor jogo. A Sony nos deu um PlayStation no início das filmagens de ‘Homem-Aranha: De Volta ao Lar’, nunca fui muito gamer, mas jogamos ‘Uncharted’ por uma semana inteira. Às vezes eu acho que filmes de jogos de vídeo-games não funcionam muito porque as pessoas tem jogados os jogos e não precisam dos filmes. O filme do ‘Uncharted’ vai ser um privilégio para aqueles não viram a história de origem“.
  • “Minha grande coisa sobre atores é que você não pode se tornar tão sério, porque você tem um certo ‘tal’, não é como um trabalho sério como um cirurgião cardíaco, neurocirurgião e políticos, bem, talvez não políticos, sabe, se você quisesse que eu fingisse ser mais sério, isso seria tão estúpido, como vestir meia-calça vermelha e azul todos os dias e e fingir ser um super-herói. Seria como se eu estivesse mentindo para minha vida, fingindo ser outra pessoa e os créditos disso tudo devem ir para cirurgiões, engenheiros, arquitetos e as pessoas que tem que tem essa real habilidade e assim possam fazer coisas incríveis..
  • Danny pediu para Tom fazer recomendações de filmes: “Eu recomendo ‘Primal Fear’ (As Duas Faces de um Crime) especialmente para jovens aspirantes a atores como eu. Edward Norton está incrível no filme, embora nos últimos dois dias eu estive confuso e acabei dizendo a todos que Ed Sheeran estava incrível no filme, então, é Edward Norton e não Edward Sheeran, e, eu vou assistir ‘Shutter Island’ (Ilha do Medo) esta noite”.
  • “Eu gostaria de dirigir um filme, não tenho paciência para escrever um, eu tentei, uma vez Harrison e eu tivesse uma ideia chamada de ‘O Conselheiro’ que é um agente do crime, porque eu tenho que lidar com meus agentes o tempo todo e isso é um processo sabe, que você passa fazendo acordos, lendo roteiros e se organizando, e ele tem tipo um relógio assassino e chamaria o conselheiro do conselheiro, Tom Holland.
  • Para finalizar sua participação no podcast, Tom mandou lembranças para a equipe do Homem-Aranhe e o cantor Bruno Mars.

 

Fonte | Tradução & Adaptação: THBR

DEIXE SEU COMENTÁRIO